sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Night



Acredito que tudo que é importante nunca mas nunca se perde verdadeiramente no nosso coração e na nossa memoria. Apenas nos iludi-mos, julgamo-nos donos das coisas? Sim nós somos donos do mundo, do nosso mundo, connosco caminham todos os mortos que um dia escolheram amarnos, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram e faleceram. Somos poetas mortos, não por estar-mos mortos mas porque marca-mos a diferença no mundo dos vivos!

Há dias em que perciso muito de durmir

RikardoRamos

2 comentários: